segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Maldita Cinderela


Procurar implica muito mais do que saber a forma do que é procurado
É complicado, mas continuamos a procura
Procuramos por vozes, cheiros e algo incomum
Procurar por alguém desconhecido é o mesmo que sonhar saber voar
E então se afogar
Por mais que temos certezas acordamos e percebemos que era apenas uma peça pregada por nós mesmos, dentro de nós mesmos
Perceber que a culpa é sua, descobrir que não deveria acreditar em fracassados no amor
As decepções vêem acompanhadas por pontos de interrogações
Então você implora pra que devolvam seus sonhos, rasga todas as fotos
E continua a procurar pelo inencontrável,
Aposta novamente todas as fichas em jogos inúteis
Ao fim de tudo, acredita que aprendeu algo a mais,
Acredita que o último amado lhe deixou algo de bom, experiência é a palavra usada
E a verdade é que apenas coisas foram tiradas de ti, lhe roubaram mais um pouco de esperança
Você acaba de se tornar mais forte
Descobre que ama o amor
Não o fato do “eu te amo”
Age como outros fracassados e se conforma com menos, ou quase nada.

11 comentários:

Leandro Reis disse...

muito bom o texto, gostei mesmo :D

visite esse blog também: http://verball.com.br/

O Pinto Louco disse...

em certas partes o textos diz as verdades mais em outras eu nao concordo!
quando voce sofre voce aprende sim!

Natalia Souza disse...

Adorei muito o texto , super realisata :)

mais amor, por favor. disse...

"Descobre que ama o amor
Não o fato do “eu te amo”
Age como outros fracassados e se conforma com menos, ou quase nada."
Ficamos calejados e calejados de investir, jogar, apostar e sempre errar. Depois quando ficamos mais secos e menos sonhadores ainda somos julgados "mau amados".
Muito bom teu texto, beijos guria :*

Lelê Mafalda disse...

A culpa é da Disney que colocou Ciderela assim nas nossas cabeças!!!

Daniel Lima disse...

Bendito desse tal amor.
Como diria Renato Russo:
"Quem inventou o amor, me explica por favor"
Vlw pela visita no Sarau.

www.sarau2eteres.blogspot.com
www.comdestaque.blogspot.com

Kim disse...

A medida de amar é amar sem medida!

Maldito disse...

Vc nao tem cara de quem se contenta com pouco,...ou quase nada!

Thays Rufino disse...

Tem um selinho pra você no meu blog ;)

Rômulo disse...

Aaaa1 as vzs a culpa é nossa mesmo
uma vez eu escrevi "vou ao inferno por cometer pecados que eu mesmo criei" me lembrou isso


ow tem um selo pra vc no meu blog =)

Nathalia Pamela disse...

Gosto de textos assim.

vá la em casa, quando puder. :)